Santiago

Adolescente, João Moreira Salles morava na mansão de sua riquíssima família no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro. Certa noite, ouviu seus pais recomendarem ao mordomo Santiago que fechasse a casa e se dirigisse para seus aposentos, já que o casal iria jantar fora e, por ora, não precisaria de seus serviços.

Por volta da meia-noite, João acorda com os acordes do piano do salão principal. Desce os degraus da escada, um a um, até encarar seu mordomo sentado à frente do instrumento musical. Vestia seus melhores trajes de gala, roupa que apenas tirava do armário na ocasião em que seus pais ofereciam grandes recepções.

O espanto de João não estava na sinfonia àquela hora da madrugada, mas nos trajes que Santiago vestia.

Porque estas roupas, Santiago?, perguntou.

Porque é Bethoven, meu filho, respondeu o Argentino radicado no Brasil.

(Vale a penas assistir ao documentário Santiago, em cartaz somente no Espaço Unibanco, a essa altura. Um dos melhores filmes a que eu assisti nos últimos tempos.)

Anúncios

2 Respostas para “Santiago

  1. Pô!Você sabe que eu te amo, né?! E olha, não amo pouco não… E só queria deixar isso registrado publicamente!Hihihi! ;)Sobre este filme, não vi, mas o Well teceu belos comentários durante uma das aulas de 2007.Isso só me faz pensar em algo: você vai se dar MUITO bem em Técnicas de Redação – ou pelo menos, se dará muito bem com o Well, que é lindo!!!:DBeijos

  2. Queria ver o filme. Ainda mais depois de uma crítica que eu li que diz que João Moreira Salles desenhou um Santiago que existia somente em sua cabeça, quase artificial, que talvez (ou provavelmente) não seja o Santiago que existe na cabeça de Santiago.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s