Meu beco particular

No meu beco sem saída, eu estou sentada no chão, olhando para o paralelepípedo bem na minha frente, e tamborilando os dedos com a maior concentração.

Naquele beco sem saída, perto do colégio, tem uma garota sentada no chão. Ela tamborila com os dedos no asfalto. E olha fixamente para o som que suas unhas fazem.

O beco fica perto de onde ela sempre quis estar. Mas do outro lado do muro. Não tem escada por perto, só um buraco bem pequeno por onde se pode espiar o inalcançável.

De tempo em tempo, ela pára o movimento com a mão direita, se apóia com a esquerda e levanta. Limpa a sujeira da calça, vai até a parede e olha para dentro do buraco. Vê o outro lado. Sorri, sente um aperto no peito. Volta a sentar.

Não pode passar muito tempo olhando. Correria o risco de alguém perceber que o desejo está se tornando obsessão. E que ela nem sabe ao certo se, caso recebesse uma escada, teria coragem de escalar cada um dos degraus e se jogar, sem culpa, sem arrependimento e sem preocupações.

Do outro lado do muro fica a ponte da 23 de maio. Quem é você para me ajudar a escrever um romance se nunca pensou em pular de edifícios? Que tipo de pessoa nunca pensou em como seria a sensação do vento no rosto?

A garota não tem coragem de se arriscar, porque não quer perder o ladrilho no chão, a parede e o prazer de dar uma espiada entre um tamborilar e outro. Ninguém sabe o que pode acontecer quando o muro não existir mais, se ele se tranformar em passado e fantasma na memória perdida.

Se ao menos ela pudesse saber que tipo de memória seria. Uma angústia e uma saudade incontroláveis do tempo em que ainda tinha o buraco, a parede e o asfalto? Ou a felicidade de ser melhor do que pensava e de conseguir cair no chão sem se machucar?

Se fosse qualquer outra pessoa, o pulo valeria a pena. Mas você não sabe o quanto segura os alicerces da minha vida. Arriscaria cair na mais profunda depressão se te perdesse. Por isso, quem não consegue ser sincera sou eu. Se abaixe um pouco. Olhe pelo buraco do seu muro. Do outro lado tem uma garota.

Anúncios

Uma resposta para “Meu beco particular

  1. Puxa… que bonito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s