Felizes para Sempre


Existe algo em comum entre minhas duas paixões: seriados e teatro. Os dois são obras abertas. Claro, tudo é uma obra aberta. O leitor precisa construir uma percepção dela, etc, e blá e blá e blá.

Mas falo do ponto de vista de quem faz. Quando se escreve um livro, você só apresenta sua obra ao público quando ela está terminada. Teatro, não. Por mais ensaios que aconteçam, a melhor apresentação sempre vai ser a última, aquela que encerra a turnê. E nenhuma será igual à outra.

Em uma série de TV, escrever é um salto no escuro. Não se sabe onde está pisando. As temporadas vão se sucedendo e o roteirista, correspondendo ao que ele acha que seu público quer ver na tela. Ou precisa ver na tela. A história, que ele começa a escrever hoje, pode só terminar daqui a dez anos, nunca se sabe. Ou pode ser interrompida abruptamente, depois de amanhã.

Por isso, as boas surpresas. Grey’s Anatomy começou bem. Muito e incrivelmente bem. A primeira temporada é uma aula de roteiro. Diálogos rápidos, precisos e inteligentes, tramas que se ligam e se reforçam, personagens singulares e repletos de promessas de futuros conflitos. Promessas que se perderam no ar. O segundo ano é brilhante. O terceiro é a decepção completa e angustiante de qualquer fã.

Recentemente terminei, finalmente, de assistir ao primeiro episódio da quinta temporada, que estreou há algumas semanas nos Estados Unidos. Fala sobre contos de fadas e como eles nunca viram realidade. Melhor ainda: fala. Há tempos não assistia a um episódio que fizesse justiça a tantos sentimentos, tantas reviravoltas, tantas complicações que a vida tem.

Ultimamente, drama na TV tem sido a boa surpresa da minha semana. O gênero tem funcionado como um espelho em que eu me vejo. O que faz de alguns grandes obras primas é a coragem de mostrar inclusive os detalhes que eu preferia ignorar.
Anúncios

Uma resposta para “Felizes para Sempre

  1. eu AMO Grey`s, mas acho que ja estao abusando do Denny. Talvez se arrependeram de ter matado o personagem. Acho que ate aquele momento 3a temp que ele reaparece eu consigo chorar (pfff hahaha) mas agora eu lamento.
    bom blog ;D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s