Human Target

Quando estreou nos Estados Unidos, no começo deste ano, Human Target foi apontada como a nova 24 Horas. Com o cancelamento iminente de Jack Bauer, a Fox teria lançado a novidade para manter a audiência do agente anti-terrorista mais famoso do mundo.

Nada a ver, deixemos claro. Jack Bauer só é essa lenda toda porque combina entretenimento de qualidade com bom roteiro com, acima de tudo, uma ligação política da realidade que vai permitir, daqui a 20 anos, que o mundo analise a situação norte-americana nos anos 2000 assistindo às oito temporadas de 24 Horas.

Estreia do canal pago Warner nesta semana, Human Target, inspirada nos quadrinhos de mesmo nome escritos por Peter Milligan para a Vertigo, é entretenimento de qualidade. Mas meio no nível Missão Impossível, entende? Explosões, conspirações, caras e bocas e estratégias consistentes o suficiente para me entreter pelos 40 minutos de capítulo. Mas nada a mais do que isso, sem muita coisa para dizer.

Não dá para pedir muita profundidade, eu sei, de uma produção da Fox (ou seja, para TV aberta) para prender homens de 20 a 50 anos na frente da tela baseada na quantidade de ação por metro quadrado. Mas com 24 Horas o canal conseguiu. Mas Jack Bauer é Jack Bauer, né?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s